Plus500 does not provide CFD services to residents of the United States. Visit our U.S. website at us.plus500.com.

O Que São Ações?

Data de Modificação: 06/08/2023

Quer seja negociante ou não, é muito provável que já tenha encontrado as palavras "participações" ou "ações" no passado. Podem ter aparecido nas notícias em reportagens sobre as ações mais negociadas ou sobre as ações das empresas que sofreram perdas. Também pode simplesmente tê-las visto enquanto estava a ver um filme de Hollywood no qual mencionam a Wall Street e o mercado de valores mobiliários. Onde quer que as tenha visto, as participações, ou ações, são conceitos que talvez a maioria das pessoas conheça, mas alguma vez dedicou alguns momentos para pensar no que significam, como funcionam e outras perguntas a seu respeito?
As ações são as unidades de participação nas quais a propriedade da empresa está dividida. Os que possuem ações são denominados acionistas ou participantes. A titularidade das ações confere aos acionistas propriedade de uma fração dos ativos e rendimentos da empresa (proporcional ao número de ações que o acionista possui). As ações são normalmente negociadas em mercados de valores mobiliários.

Porque Motivo as Empresas Emitem Ações?

As empresas tornam-se sociedades anónimas e emitem ações para obterem dinheiro para investirem no seu negócio com o intuito de o desenvolverem.

Aqui estão alguns dos motivos pelos quais as empresas decidem emitir ações:

  • Para reduzirem a dívida: quando as empresas emitem ações, estão essencialmente a evitarem o risco de terem de lidar com a dívida só com os seus próprios meios. Isto porque a emissão de ações aos acionistas atua como uma entrada rápida de dinheiro que será usado para cobrir as dívidas da empresa.
  • Para aumentarem a sua acessibilidade a empréstimos: as empresas que emitem ações podem aumentar a sua capacidade de obter empréstimos no futuro. Isto porque as empresas que obtêm dinheiro de investidores, ao mesmo tempo diminuem a sua necessidade de pedirem empréstimos. Como tal, aumentam as suas hipóteses de obter empréstimos a longo prazo.
  • Para financiarem a sua expansão: as grandes empresas podem vender ações para gerarem entradas de dinheiro para financiarem a expansão dos seus negócios. Quando uma empresa é atraente aos investidores, as probabilidades de que faça expansões lucrativas graças às suas ações são maiores.

Porquê Investir em Ações?

Os investidores, por sua vez, compram ações para tentarem ganhar dinheiro e diversificarem os seus investimentos. Isto porque, enquanto que os investidores dão dinheiro a uma empresa para comprarem as suas ações, a empresa concede-lhes acesso a direitos de voto e a uma fração dos seus lucros. Investem em ações porque isso fornece-lhes muitos benefícios, incluíndo:

  • Uma estratégia para permanecerem à frente da inflação: historicamente, as ações exibiram elevados rendimentos, com os seus retornos anualizados a superarem as taxas de inflação.
  • Liquidez: as ações têm liquidez relativamente elvada. Os investidores podem converter as suas ações em dinheiro relativamente depressa.

No entanto, os investidores devem manter em consideração o fato de que os preços das ações variam, o que significa que o valor da empresa pode subir ou descer. Como tal, pode incorrer perdas.

Para negociarem ações, os investidores individuais normalmente recorrem a corretores (hoje em dia utilizam frequentemente um corretor online) como a Plus500 Invest, que podem realizar as negociações em seu nome.

Negociação de CFD de ações

Além de investirem em ações, os negociantes também podem obter exposição a ações através da negociação de Contratos por Diferença (CFD) de Ações com a Plus500. Ao contrário do investimento normal, os CFD de ações não lhe conferem titularidade de ações. Em vez disso, são uma maneira de especular sobre a direção futura do preço da ação subjacente, permitindo aos negociantes negociar até em mercados que estão em queda. Os CFD permitem-lhe contentar-se com a diferença de preço entre as taxas de abertura e de encerramento. Negociar CFD de ações significa que os negociantes obtêm acesso a negociação alavancada, o que significa que têm a possibilidade de aumentar os seus ganhos com um capital inicialmente pequeno, e podem obter acesso a múltiplos mercados financeiros potencialmente mais diversos. Contudo, também deve ter em consideração que a negociação de CFD envolve muitos riscos; a negociação com alavancagem pode ampliar os lucros potenciais, mas também pode ampliar as perdas potenciais. Pode aprender mais sobre a negociação de CFD aqui.

Tanto os contratos por diferença e a negociação de ações fornecem-lhe maneiras para se aproveitar dos movimentos dos preços em mercados financeiros, e ambos podem fazer parte da sua carteira.

Um conjunto de conceitos populares relativos às ações.

Qual é a Diferença Entre a Negociação de CFD de Ações e o Investimento em Ações?

Resumidamente, a negociação de CFD de ações e o investimento em ações são duas coisas diferentes. Enquanto que o primeiro normalmente ocorre com a expectativa de obter ganhos a curto-prazo, o segundo é realizado por investidores que esperam obter ganhos a longo-prazo. Portanto, a sua decisão de investir em ações ou negociar CFD de ações depende do seu objetivo e da sua visão financeira. Pode ler mais sobre as diferenças entre os dois tipos de negociação aqui.

Mercado de Ações

As ações são geralmente negociadas em bolsas de valores, que fornecem um mercado para compra e venda de ações. As bolsas de valores rastreiam a oferta e a procura das ações de todas as empresas, das quais derivam os preços dessas ações. Estas são as maiores bolsas de valores e a sua capitalização de mercado em dezembro de 2021:

  • Bolsa de Nova York - 27,69 biliões de dólares americanos.
  • Bolsa de Valores da NASDAQ - 24,56 biliões de dólares americanos.
  • Bolsa de Xangai - 8,15 biliões de dólares americanos.
  • Euronext- 7,33 biliões de dólares americanos.
  • Japan Exchange Group- 6,54 biliões de dólares americanos.
  • Shenzhen Stock Exchange - 6,22 biliões de dólares americanos.
  • Bolsa de Hong Kong - 54,43 biliões de dólares americanos.
  • Bolsa de Londres - 3,8 biliões de dólares americanos.

Cada Bolsa tem a sua própria lista de requisitos que as empresas devem cumprir para serem listadas . Os requisitos geralmente estão relacionados com o número de ações, capitalização de mercado e lucros nos últimos anos.

Para escolher onde listar, as empresas levam em consideração vários fatores, tais como:

  • Localização da empresa e da Bolsa.
  • Tipo de Bolsa.
  • Custos de listagem e conformidade.
  • Políticas contabílisticas a serem seguidas.

A Bolsa em que a ação está listada define o horário de negociação. A maioria das negociações tem um horário fixo, com horários específicos de abertura e encerramento, adaptados à hora local. Alguns mercados também oferecem operações de pré-mercado e fora do horário comercial.

Termos Importantes Usados na Negociação de Ações

  • Relatório Anual - Relatório que contém informações sobre a situação administrativa e financeira da empresa.
  • Ask - O preço pelo qual um vendedor procura vender suas ações.
  • Mercado Bear - Refere-se à altura em que um mercado de ações está num período de queda de preços.
  • Bid - O preço que um comprador está disposto a pagar por uma ação.
  • Corretora - Entidade que organiza transações (compras e vendas) por uma taxa.
  • Mercado Bull - Refere-se à altura em que um mercado de ações está num período de subida de preços.
  • Dividendo - Parte dos ganhos pagos periodicamente por uma empresa aos seus acionistas.
  • Divulgação de Resultados - Declaração trimestral que detalha os lucros ou prejuízos da empresa.
  • Bolsa - O local onde as negociações ocorrem.
  • Oferta Pública Inicial(IPO) - A primeira oferta de ações de uma empresa ao público.
  • Liquidez - Representa os volumes disponíveis para comprar ou vender uma ação
  • Portfólio - Conjunto de ativos que um determinado investidor possui.
  • Setor - Grupos de ações que estão no mesmo ramo de atividade.
  • Spread - A diferença entre os preços de compra e venda de uma determinada ação.
  • Símbolo - Abreviatura (geralmente de um a quatro caracteres) que representa uma ação específica no mercado.
  • Volatilidade - A velocidade na qual o ativo se move em qualquer direção. Quanto maior e mais rápido a ação oscila, mais volátil - e mais arriscado - é.
  • Volume - A quantidade de ações de uma empresa negociada num determinado período de tempo.

Como Pode Negociar CFD de Ações?

A Plus500 oferece uma maneira alternativa de negociar ações, por meio de contratos por diferença (CFD). Isso dá aos traders a capacidade de usar a alavancagem para especular sobre os movimentos de preços das principais empresas sem realmente precisar de investir grandes somas no título. Isso ampliará qualquer lucro, mas também significa que as perdas serão amplificadas. Com alguns fornecedores de CFD, pode envolver a perda de mais do seu depósito inicial.

Com a negociação de ações por meio de CFD, você pode abrir uma posição de COMPRA ou VENDA, dependendo se você acha que o preço das ações aumentará ou diminuirá. Isso dá-lhe a possibilidade de lucrar nos mercados em alta ou em queda. No entanto, deve lembrar-se que os CFD são instrumentos complexos e apresentam um alto risco de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem.

Precisa de ajuda?
Suporte 24h/7d