Plus500 does not provide CFD services to residents of the United States. Visit our U.S. website at us.plus500.com.

O Que Faz Mover o Preço da Bitcoin?

Data de Modificação: 04/02/2024

Como a Bitcoin (BTCUSD) é considerada a Criptomoeda mais popular do mundo e os seus efeitos se estendem ao mercado global de Criptomoedas, pode ser relevante considerar os fatores que podem influenciar os seus preços.

Como Funciona a Bitcoin?

Entre um dos principais fatores por detrás das oscilações de preço da Bitcoin está o facto de funcionar sem um banco central para regular e influenciar a valorização da moeda. Em vez disso, a Bitcoin é executada numa plataforma descentralizada onde os mineradores independentes contribuem com o seu poder de computação para manter o registo da 'blockchain' de forma contínua.

Os bancos centrais têm várias ferramentas, como taxas de juros e títulos para aumentar ou reduzir a inflação, criptomoedas, como a Ethereum (ETHUSD), e até mesmo a Bitcoin são avaliadas pelas condições do mercado aberto.

Apesar desses obstáculos, a Bitcoin mantém o seu valor usando um sistema de protocolos, hard forks (alterações radicais ao protocolo da rede blockchain), eventos de halving, contando também com fatores externos. Os negociantes de CFD de Bitcoin devem levar em consideração todos estes fatores antes de abrir uma posição.

Portátil com ecrã de negociação Bitcoin na plataforma Plus500.

Preços ilustrativos.

O que influencía o preço da Bitcoin?

Os preços da Bitcoin podem ser afetados por uma série de fatores e, tal como outras criptomoedas e instrumentos do mercado, a Bitcoin pode sofrer volatilidade e depender de muitos fatores. Em seguida, vamos indicar o que pode afetar os preços da Bitcoin.

Disponibilidade e Competição

A Bitcoin é extraída por indivíduos que mantêm o sistema e mantêm os protocolos atualizados. Os mineiros verificam a legitimidade das transações de Bitcoins através dos seus próprios computadores. Em troca, para adicionar blocos no sistema, ou transações de aprovação, eles recebem uma determinada quantidade de Bitcoin por cada um desses blocos que processam. Esta recompensa é cortada pela metade a cada 210.000 blocos que são adicionados ao sistema e são conhecidos como 'eventos de halving" (redução pela metade).

Em 2009, os mineiros receberam 50 Bitcoins, em 2013 foram 25, em 2018 foram 12,5 e, em 2020, foram reduzidos a 6,25.

O alto custo da mineração por meio de equipamentos, eletricidade e manutenção exige que a venda de Bitcoin valha a pena para o Mineiro. Se o valor da Bitcoin cair muito, o Mineiro pode parar de minerar ou guardar a Bitcoin até que o seu valor aumente. À medida que a procura aumenta, também aumenta a valorização da moeda.

Avaliação

Os mercados são constituídos por compradores e vendedores. Idealmente, isso irá criar um equilíbrio em que o valor que alguém esteja disposto a pagar por algo, é alto o suficiente para que o vendedor esteja disposto a se desfazer dos seus bens.

Havendo mais pessoas a querer comprar Bitcoin geralmente aumentará o seu preço. A procura pela moeda também é afetada pela quantidade de mercados, como é o caso do PayPal, que permite que os utilizadores usem a moeda.

Possibilidades de uso

Ao contrário do Ether, que se destina ao uso apenas em plataformas específicas, a Bitcoin foi criada para ser usada como uma forma alternativa de moeda. Isto significa que depende de indivíduos para avaliar o seu valor, negociando ou gastando-o, de modo a que o seu valor possa continuar aumentando com a procura do mercado.

Sentimento dos Investidores

Algumas pessoas podem possuir Bitcoin com a intenção de usá-la para fazer compras, da mesma forma que usamos moedas fiduciárias. Outros podem comprar Bitcoin com a intenção de negociá-la. Manter a moeda até que o seu valor aumente e, em seguida, trocá-la por dólares, Euros, ou qualquer outra moeda. Quanto mais uma moeda é trocada, maior o seu potencial de especulação e volatilidade.

Ao possuir o ativo subjacente, exige que o proprietário mantenha a moeda, pague taxas de manutenção e encontre um comprador quando estiver pronto para vender. Como alternativa, alguns negociadores utilizam CFD para realizarem negociações alavancadas, o que possibilita a abertura de posições longas ou curtas na valorização da Bitcoin.

Forks & Governos

Hard forks, que indicam uma grande mudança no protocolo que todos os validadores de rede devem seguir, criando um potencial para volatilidade nos preços. Há momentos em que alguns mineiros podem optar por não mudar para os novos protocolos de governo, devido a um desacordo ou por algum outro motivo.

Quando isso acontece, todos os mineiros que seguem um protocolo mais antigo deixam de fazer parte da rede Bitcoin. As suas moedas são vistas como uma nova moeda, afetando a disponibilidade no mercado. Foi assim que a Bitcoin Cash ABC (BABUSD) foi criada.

Regulamentos das Criptomoedas

A Bitcoin, como outras criptomoedas, não tem um banco central para regular o seu valor. Esta é uma característica que muitas pessoas gostam nas tecnologias de blockchain, mas também se presta a avaliações imprevisíveis. Os investidores devem estar cientes de que, à medida que mais possibilidades de uso são criadas e a adoção dessas moedas digitais se torna mais generalizada, também há oportunidades de alta volatilidade juntamente com riscos.

Eventos Económicos

A volatilidade do mercado de ações e as oscilações de preço podem ter um impacto direto nas Criptomoedas porque podem afetar as cadeias de oferta e procura da Bitcoin.

Desenvolvimentos Globais

As mudanças globais, que incluem notícias e eventos desde ocorrências naturais até desenvolvimentos geopolíticos, conseguem influenciar os preços da Bitcoin devido ao seu efeito na confiança dos negociantes.

Quais Foram os Preços Mais Altos e Mais Baixos da Bitcoin Entre 2009 e 2023?

O preço máximo da Bitcoin foi de 67.566,83 $ a 8 de novembro de 2021, sendo o mínimo o seu preço inicial de negociação de 0,09 $ em julho de 2010.

Gráfico de Preços da Bitcoin

Eis um gráfico histórico de preços que representa as oscilações de preço da Bitcoin de 2009 até 2023.

2009

Talvez não seja surpresa que a Bitcoin apresentava um preço praticamente nulo ou de 0,00099 $ quando foi oficialmente lançada a 3 de janeiro de 2009. Como tal, os negociantes que usavam o fórum BitcoinTalk negociavam Bitcoin através do PayPal (PYPL) e pagavam 5,02 $ por 5050 Bitcoins.

2010-2013

A 26 de outubro de 2010, o preço estava entre os 0,30 $. Uma das histórias mais famosas da Criptomoeda daquele ano é talvez o facto de um proprietário de Bitcoin ter comprado duas pizas por 10 000 Bitcoins. Este evento foi considerado o primeiro do género porque que esta foi a primeira vez que alguém usou uma Criptomoeda para comprar produtos reais.

Em junho de 2011, a Bitcoin ultrapassou os 30 $, mas posteriormente sofreu uma desvalorização e encerrou o ano quase nos 4,70 $. Em 2012, aconteceu outro evento importante quando a Bitcoin caiu para metade pela primeira vez na história, o que a tornou mais escassa e encerrou esse ano quase nos 13,50 $.

Este forte desempenho manteve-se até 2013 à medida que atraía mais investidores e o primeiro multibanco de Bitcoin foi instalado em Vancouver, possibilitando assim o câmbio de Bitcoins por moeda fiduciária (como o dólar americano).

Assim, em novembro de 2013, a Bitcoin ultrapassou os 1200 $ embora tenha encerrado o ano quase nos 805 $.

2016–2019

Em 2016, os seus preços ultrapassaram os 900 $ e em 2017, a Bitcoin atingiu os 1000 $. Além disso, a volatilidade atingiu a Bitcoin em 2018-2019. Houve um aumento significativo das negociações e dos preços quando a Bitcoin ultrapassou os 10 000 $, seguido de uma queda para quase 6.638,84 $ em meados de dezembro.

2020

Em 2020, ano caracterizado pela pandemia de COVID-19 e pela reação marcante dos mercados, a Bitcoin demonstrou uma maior volatilidade ao iniciar o ano nos 6.965,72 $. Essa volatilidade foi agravada pelas preocupações dos investidores relativamente à economia global, decorrentes dos confinamentos associados à pandemia e das medidas governamentais.

Com a aproximação do fim do ano, em dezembro, a Bitcoin alcançava mais de 29 000 $, representando um aumento superior a 400% em relação ao seu valor no início do ano.

2021–2023

A Bitcoin iniciou o ano de 2021 em alta, com um preço superior a 40 000 $ a 7 de janeiro. Em meados de abril, atingiu máximos históricos ao ultrapassar os 60 000 $ em função da OPI da Coinbase (COIN). A 10 de novembro, atingiu o seu recorde de 68 789 $.

Este máximo foi posteriormente contrariado pelas quedas contínuas em 2022, pois a Bitcoin caiu para menos de 23 000 $ a 13 de junho de 2022.

No entanto, a Bitcoin conseguiu recuperar alguns dos seus mínimos em 2023, quando atingiu mais de 41 000 $ a 4 de dezembro de 2023, motivada pela esperança de um corte nas taxas do Fed e pela possibilidade dos ETF de Criptomoeda.

Gráfico de preços da Bitcoin.

*Sujeito à disponibilidade do operador.


Aproveite ao máximo a Plus500

Expanda o seu conhecimento

Aprenda perceções através de vídeos informativos, artigos e guias com a nossa abrangente Academia de Negociação.

Explore a nossa +Insights

Descubra o que é tendência dentro e fora da Plus500.

Prepare as suas negociações

O nosso calendário Económico ajuda-o a explorar os eventos do mercado mundial.

Precisa de ajuda?
Suporte 24h/7d